Você, como eu, ouve a expressão produto importado e a mão de clicar em Comprar já se mexe? Então nós entendemos bem como isso.

Os produtos importados continuam sendo muito atraentes para os bolsos das brasileiras e não faltam motivos. Mas também sabemos que ter um produto importado não é uma tarefa simples, se pensarmos que depende de:

a) viajar ou de uma pessoa amiga viajar e trazer;

b) comprar pela internet e não entender muito bem o que está acontecendo.

Mas eu tenho uma boa notícia, por experiência própria: importar diretamente e online é bem mais simples e seguro do que pensamos.

Você não abre mão de ter um produtinho importado? Então confira as dicas! Todas são simples e valem a pena.

Boas compras e me conte como foi!

Dica 1 para comprar importados: faça uma lista e pesquise muito!

Sim, pesquise bastante, e vai valer a pena. Eu pego o maior número possível de sites por produtos de uma lista de prioridades que criei.

Mas a busca tem de ser paciente porque existem ótimas fontes em vários lugares do mundo além da China e dos Estados Unidos. Crie uma planilha com dados básicos de cada fornecedor que surgir – nome, site, e-mail de contato, data do preço, preço, moeda, tipos de frete permitidos, valores e mais algum dado que julgar importante.

Dica 2 para comprar importados: atenção nas comparações de produtos!

Muitos sites oferecem a comparação de marcas/modelos de um mesmo tipo de produto – câmeras fotográficas por exemplo – e isto ajuda muito a limitar a sua busca, você pode definir especificações importantes e eliminar quem não atende.

Existem comparativos nos sites dos fabricantes que podem ajudar – só se limitam aos seus próprios produtos, mas você pode selecionar os melhores de cada marca e comparar num papel no final.

Gaste tempo. Imagine que num balcão de loja em Londres você não teria tanto tempo e nem um vendedor tão paciente.

Certamente quando falamos de produtos de beleza e perfumes, a comparação não existe entre marcas porque são itens únicos. Aí a questão é o item seguinte!

Dica 3 para comprar importados: atenção nas comparações de preços!

Esta é a parte mais delicada: sites vendem em moedas variadas. Dólares, euros e libras são as mais usadas, porém você pode encontrar um site filipino na moeda local, então convém buscar nele se há a cotação na moeda que você usa como base.

Sim, use uma moeda como base, de preferência a universal dólar. E importante: os preços são dinâmicos, convém sempre atualizar antes de fechar a compra. Vai que você pega uma promoção na Holanda?

Dica 4 para comprar importados: entenda os detalhes de cada remessa!

Cada país tem as suas opções de remessa, com preços variados e, principalmente, prazos diferentes. E não tem ciência: você pode encontrar uma remessa mais rápida da Alemanha do que dos Estados Unidos.

Exceto a China que é a China. As dicas extras aqui são:

a) lembrar que business days são dias úteis;

b) ter muita paciência com os prazos. Afinal, se nenhuma amiga vai à Alemanha e naquela loja nos próximos 2 meses, por que o prazo é tão ruim, não é mesmo?

Dica 5 para comprar importados: cuidados extras!

O mundo dos importados tem ótimas oportunidades mas não está imune a golpes. A oferta está baixa demais? Desconfie. Você pode pesquisar sobre o site e ver se tem uma boa reputação.

E por falar em site, busque sempre os que tenham certificação de segurança máxima, o https ou o cadeado ao lado do link (URL). É mais um item de prevenção.

E claro, se encontrar ótimos preços em sites de vendas famosos, aproveite. Sua compra certamente será proveitosa e segura.

 

Quer conhecer mais dicas valiosas? Recomendo aprender mais em https://academiadosimportadores.com, conferir as dicas e depois conta pra gente o que achou!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *